GTA Rio De Janeiro, Onde chegamos?!

14 05 2007

Imagine passear pela praia de Copacabana, subir o Pão de Açúcar, fazer missões nas favelas, as pessoas conversando pelas ruas, rádios dos policiais e o melhor totalmente na nossa língua.

O BOATO:
Depois de Vice City, San Andreas e Liberty City, complexos de cidades fictícias que simbolizam Miami, Nova York, São Francisco Los Ângeles, Califórnia e Nevada, não necessariamente nessa ordem, chegou a hora de Brasil no game mais polêmico da última geração de consoles: Grand Theft Auto Rio de Janeiro.

Ta, não é verdade! Mas, pelo menos, é isso que milhares de brasileiros, e até muitos gringos, estão propondo para a próxima seqüência de GTA, após o GTA IV – primeiro game da série para o Playstation 3.

Mas, será que ambientado no Rio o GTA daria certo!? O Rio de Janeiro continuaria lindo feito pelas mãos da RockStar!?

Até um enredo fictício do game já pode ser encontrado na internet no site http://uncyclopedia.org/ (um primo sarcástico do famoso wikipedia). Segundo o texto, escrito por um americano, Carl Johnson (CJ, para os íntimos do GTA San Andreas) chegaria no Rio e comandaria o tráfico de drogas nos morros cariocas em meio a um caos social no estado. O game reuniria todos os elementos da cidade maravilhosa: desde os jogos de domingo do Flamengo, passando pelas garotas de biquíni nas lindas praias, e até os combates entre tráficos no Vigário Geral. Segundo o site, em uma das fases do game CJ encontraria até com Pelé… É mole? E para finalizar entre as novas armas do game incluiriam chinelas Havaianas. Só quem já levou Chinelada sabe o quanto doi uma Havaiana bem dada! E a trilha sonora estaria o Samba e o Funk Carioca.

O mais interessante são as montagens que mostram Carl Johnson com a camisa do Mengão indo para um jogo no Maracanã, um mapa formato GTA da orla carioca, favelas com os gráficos do San Andreas, um helicóptero do BOPE e até CJ com uma tatto escrita “Fé em Deus”.

http://images.wikia.com/uncyclopedia/images/8/84/Praia.jpg

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=2997236
Para levar a história ainda mais a sério, no site de relacionamentos Orkut, fizeram uma comunidade chamada GTA Rio de Janeiro. E para sua surpresa ela tem mais de 50 mil participantes, que falam de polêmicas, suposições e até especulam a veracidade do boato de que o jogo vai ser mesmo lançado.

A comunidade conta inclusive com um abaixo-assinado que será enviado para a Rockstar, para incentivar a Rockstar na Criação de um GTA no Brasil.
http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=299…810&start=1

http://bily6969.blog.jeuxvideo.com/images/mn/1134062697.jpg
FALANDO SÉRIO
É muito triste saber que a maior cidade turística do nosso país está relacionada de uma forma tão estreita a um game tão violento, com tráficos de drogas, prostituição, roubos, assassinatos, armas, violência e todo tipo de desgraça, que, quando o assunto é vídeo game fica muito interessante, mas na prática é uma trágica realidade.

Que fique o alerta para todos que estão lendo essa matéria: Devemos fazer de tudo para mudar essa visão que se têm do nosso país. Eleger nossos políticos com atenção, sermos competentes com nossas responsabilidades, termos consciência de que necessitamos de uma mudança urgente e viver de forma digna no nosso dia a dia, até nos menores detalhes. O exemplo do site americano que propôs o jogo em nossa cidade maravilhosa não é uma virtude, e sim um alerta para que façamos alguma coisa.

Texto por: Prosopopeio – Leo

Bruno Alexander Zerbinatti, em seu BLOG na Iternet também escreveu um texto analisando a questão sobre o GTA no Brasil:
GTA no Brasil, por Bruno Alexander Zerbinatti

Muitos sonham – e até esperam que um dia vire realidade – por um GTA ambientado no Brasil, nas ruas (e favelas) da nossa Cidade Maravilhosa.

Se isso dependesse do criador da série, David Jones, o próximo episódio de GTA nos novos consoles (por ora chamado apenas de GTA IV) teria como cenário o Rio de Janeiro.

In?)Felizmente, David Jones não está mais no comando da DMA Design – hoje chamada de Rockstar North. Jones agora tem sua própria produtora, a Real Time Worlds, que está produzindo o clone de GTA Crackdown, e também supervisiona o mega-projeto online All Poins Bulletin (outro jogo aos moldes da série criada por David), da sul-coreana Webzen. “Assim a escolha da cidade de GTA IV acabou sendo a cidade de New York”

Grand Theft Auto IV: Rio teria a vibração ideal para um jogo da nova geração, algo que você pode capturar… pense na música que é associada à essa cidade e ao país, disse Jones à revista oficial do Xbox360 na Grã-Bretanha. Eu gosto da vibração e da vida nos jogos, mas você sabe que a maioria das cidades do mundo são chatas e frias. San Andreas, Los Angeles, que seja. Elas não são tão excitantes, prossegue o guru.

Bem, Jones talvez esteja certo ao dizer que o Rio de Janeiro seja uma cidade quente. Todos sabem que o povo carioca é receptivo, caloroso e amicíssimo. Temos o samba e o carnaval, as belas mulatas semi-nuas nas praias, o corcovado e o Cristo Redentor… Mas sejamos sensatos: GTA é um jogo violento e extremamente criticado fora da indústria de games (algumas vezes, até mesmo dentro dela). O que veríamos em um GTA IV: Rio seria pano de fundo para acabarmos de vez com qualquer esperança de que a indústria de games no Brasil cresça da mesma forma como cresceu no Chile e no México.

Essa imagem foi redimensionada. Clique aqui para vê-la inteira. O tamanho original é 700×490.

Basta lembrar o que aconteceu com Os Simpsons e o fatídico episódio em que eles vêm até o Brasil/Rio de Janeiro. À época, houve pesadas críticas de FHC, do prefeito e do secretário de turismo da cidade. Houve até tentativa de processar a Fox e os criadores do desenho!

Para nós, gamers, um jogo baseado no Brasil (em qualquer cidade) é até mesmo uma honra, seja ele violento ou não. O Rio mesmo já foi palco para Driver 3 e SOCOM 2, só para citar os mais recentes casos, sem contar com o famoso mapa CS_Rio para Counter-Strike…

Mas nossos políticos e a sociedade brasileira não estão preparados para ver tal homenagem sendo feita. Eles não entendem que aquilo é apenas um jogo. Para eles, a realidade das ruas sendo retratada em um video-game incita à violência, alienam os jovens, etc.

O gozado é que quando nós, brasileiros, retratamos o país em que vivemos, todos acham normal. Pegue por exemplo o excelente filme Cidade de Deus, que inclusive é citado por David Jones: Rio de Janeiro seria perfeita (…) do histórico subúrbio e do estádio do Maracanã até a enorme estátua de Cristo cravada precariamente nas montanhas. E também com suas paisagens, de um lado uma imensa floresta e do outro as cores e o carnaval das conhecidas favelas, brilhantemente retratadas no filme Cidade de Deus. Há um paraíso criminal (gangsters) logo alí..

Nada contra o filme: pra mim, é o melhor já produzido neste país. Ele é tão perfeito e realista que passa a (real) imagem dita logo acima por Jones. Nós temos orgulho de Cidade de Deus, mas o Brasil expurgaria GTA IV: Rio.

Para o bem da indústria de games neste país, para o bem dos jogos violentos, que nunca tenhamos um GTA ambientado no Brasil. Ou, que façam melhor: deixe-nos produzir um GTA. Se o produto é brasileiro, aí então todos veriam com bons olhos. Mesmo sendo violento. O importante é impressionar os gingos de nossa capacidade técnica, mostrando nossa violência e miséria. Dando o maior exemplo do abismo que separam as classes sociais nesse país


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: